Preparos

Corticoide

PREDNISONA (Meticorten®) 20 mg – 06 comprimidos:

Tomar 02 comprimidos via oral 12 horas antes do exame.

Tomar 02 comprimidos via oral 06 horas antes do exame.

Tomar 02 comprimidos via oral 01 hora antes do exame.


 

Anti-histamínico

LORATADINA 10 mg – 02 comprimidos:

Tomar 01 comprimido via oral 06 horas antes do exame.

Tomar 01 comprimido via oral 01 hora antes do exame.

O preparo antialérgico visa reduzir as chances de efeitos adversos e a gravidade dessas reações, após a injeção endovenosa de contraste, sendo realizado em paciente com antecedentes alérgicos. São medicações de uso comum e raramente causam efeitos colaterais significativos. Qualquer dúvida, estamos à disposição para esclarecimentos.


 

** PARA A REALIZAÇÃO DO EXAME, É NECESSÁRIO JEJUM ABSOLUTO DE 4 HORAS. FAZER DIETA LEVE ANTES DE INICIAR O JEJUM.

**PARA OS EXAMES DE UROTOMOGRAFIA, ABDOME TOTAL, ABDOME INFERIOR E APARELHO URINÁRIO VIR COM A BEXIGA CHEIA.

**SE FIZER USO DE MEDICAMENTO PARA DIABETES SUSPENDER 24 HORAS ANTES E 24 HORAS DEPOIS DO EXAME.


 


Dr. Ronnie Peterson Marcondes Alves

CRM/PR 27.848

O que é Ressonância Magnética?

 

A Ressonância Magnética Nuclear, ou RMN, é um método para produzir imagens altamente detalhadas de órgãos e tecidos em todo o corpo sem a necessidade de raios-X ou radiação “ionizante”. Em vez disso, a RM usa um poderoso campo magnético, ondas de rádio, mudando rapidamente de campos magnéticos e um computador para criar imagens que mostram se apresenta lesão, doença ou condição anormal.

 

 

Qual o material do contraste?

 

 

Iodado e Gadolínio Materiais de contraste iodado injetados na veia (intravenosa) são usados para imagens de Raios X e TC. O gadolínio injetado é usado para as imagens de Ressonância Magnética. Eles geralmente são usados para melhorar as imagens de: • Órgãos internos, incluindo o coração, pulmões, fígado, glândulas suprarrenais, rins, pâncreas, vesícula biliar, baço, útero e bexiga; • O tracto gastrointestinal, incluindo o estômago, intestino delgado e intestino grosso; • As artérias e veias do corpo, incluindo os vasos do cérebro, pescoço, tórax, abdome, pelve e pernas; • Os tecidos moles do corpo, incluindo músculos, gordura e pele; • Cérebro; • Tórax.

 

 

 

 

Diferença dos contrastes

 

TOMOGRAFIA

 

O meio de contraste mais seguro e mais utilizado na tomografia computadorizada é o iodado não iônico, administrado, geralmente, por via endovenosa e oral em alguns casos.

 

O que diferencia os contrastes iônicos de não iônicos é a capacidade dos primeiros de produzirem partículas de cargas positivas ou negativas. Quanto maior a produção dessas cargas livres, maior a chance de reações adversas. Portanto, os contrastes iodados não iônicos são mais seguros.

 

O Colégio Americano de Radiologia (ACR) estima um índice de 0,6% de reações alérgicas agudas em adultos e 0,18% em crianças, quando usado o contraste iodado não iônico.

 

A função do contraste no corpo é aumentar a opacidade das estruturas, restringindo a penetração da radiação e, consequentemente, aumentando o contraste entre as regiões adjacentes.

 

Normalmente, é indicado o uso de contraste em exames vasculares, suspeita de tumores, processos inflamatórios, etc.

 

Novamente, ressaltando que a indicação do uso de meios de contraste é responsabilidade do Médico Radiologista.

 

RESSONÂNCIA

 

O contraste mais comumente utilizado em Ressonância Magnética é feito à base do íon paramagnético de Gadolínio.

 

O meio mais comum de administração do contraste é o endovenoso, requerendo uma punção venosa.

 

O efeito do contraste no organismo é, basicamente, reduzir o tempo de relaxamento T1 dos tecidos e aumentar o sinal de radiofrequência da região. Por exemplo, tumores costumam apresentar maior captação de contraste do que os tecidos sadios; portanto, o sinal do contraste nos tecidos tumorais é maior que nos tecidos normais, gerando diferenciação.

 

Os contrastes em RM são seguros, segundo o ACR, reações graves são raras, com 55 reações a cada 20 milhões de injeções.

 

A indicação para o uso de contrastes é atribuição do Médico Radiologista, que leva em consideração, principalmente, a suspeita clínica ou a doença a ser investigada ou sua evolução e o estado geral de saúde do paciente.

 

 

 

O problema da claustrofobia ou ansiedade!

 

 

 

Algumas pessoas podem sentir-se confinadas, confinadas e com medo. Aproximadamente uma em vinte pessoas pode precisar de sedação para auxiliar no exame. Hoje em dia, muitos pacientes não sentem este desconforto ao realizarem seu exame em equipamentos mais modernos e que têm um design mais “aberto”. O Equipamento do CADIM possui este design mais aberto, reduz a ansiedade durante o exame e mesa que suporta até 250kg.

EXAMES COM CONTRASTEPREPARO ANTIALÉRGICO – ADULTOS